sexta-feira, 19 de junho de 2015

De dar asco

Ontem (18/06), o viés totalitário e violento da Venezuela foi - ainda mais - esgarçado. Em visita à capital do país, Caracas, uma comitiva composta por senadores da oposição foi impedida de sair do aeroporto. Os senadores, entre eles o ex-candidato à presidência da República, Aécio Neves, planejavam se encontrar com líderes da oposição venezuelana que estão presos. Aos parlamentares foi disponibilizado um ônibus que os levaria do aeroporto à Ramo Verde, local em que Leopoldo López - principal líder da oposição venezuelana - está preso. No entanto, não foi o que aconteceu. Segundo os senadores, : "o ônibus foi sitiado e apedrejado por manifestantes (milicianos eu diria) pró-Maduro". Devido à falta de segurança, os senadores retornaram ao Brasil. O caso pode e deve se transformar numa crise diplomática, caso o Congresso Nacional não assine um atestado de frouxidão. 

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Censura nunca mais

Ontem, (10/06), o Supremo Tribunal Federal, em decisão unânime, decidiu derrubar a necessidade de autorização prévia para a publicação de biografias. Com a decisão da Suprema Corte, escritores estão livres para escrever biografias sem a prévia autorização do biografado ou de seus familiares.

Todos os nove ministros presentes no julgamento acompanharam o voto da relatora da ação, ministra Cármen Lúcia. Em seu voto, a ministra ressoltou: "não se escreve apenas a vida de uma pessoa, mas os relatos de um povo, os caminhos de uma sociedade.

sexta-feira, 5 de junho de 2015

A campanha do Boticário: muito "mimimi"

Volto a escrever neste espaço após quase dois meses trabalho e faculdade respondem por isso. O que me traz de volta, como não poderia deixar de ser, é o famigerado comercial do Boticário. A peça publicitária gerou polêmica e comentários nas redes - ambos desnecessários. Na verdade, o filme trouxe à tona algo que a cada dia se intensifica na sociedade contemporânea, principalmente online: vivemos a era do "mimimi".